Últimas Notícias
Saúde Animal

Influenza equina afeta diretamente o desempenho do animal

08/08/2017 | Por Tiago Soares

A influenza é uma das doenças mais comuns entre os equinos, equivalendo-se a gripe humana. Causada por vírus, é transmitida através do contato direto entre animais doentes e sadios, principalmente em locais aglomerados.

O microrganismo, presente nas secreções, urinas e fezes, pode ainda contaminar os alimentos. 

Também chamada popularmente como Tosse Cavalar, é mais comum em potros, pelo fato do sistema imunológico dos mesmos não estarem totalmente desenvolvidos.

Os principais sinais apresentados pelos portadores da Influenza são tosse, secreções, febre e espirros. Já em casos mais graves, são registradas ainda inflamações nas gargantas e evolução para pneumonia.

Nos casos mais simples, a Influenza dura em média duas semanas. Em situações mais graves, até mesmo 4 meses.

O diagnóstico pode ser realizado por exames clínicos e observação direta do animal realizada por especialista.

Já o tratamento passa, basicamente, pelo repouso em locais sem grandes correntes de ar, além de higienização da cama e boa alimentação. Isso, obviamente, somados aos medicamentos a base de antibióticos, sob orientação médica.