Últimas Notícias
Análise

Saiba os erros mais comuns na transferência de embriões em equinos

03/07/2017 | Por

A transferência de embriões em equinos possibilitou grandes avanços e possibilidades aos proprietários destes animais e revolucionou a medicina veterinária.

Isso porque proporcionou aos proprietários destes animais contarem com a geração de mais de um potro por ano, além de conseguir potros de éguas que estão disputando competições, ou mesmo idosas e com problemas de parição.

No entanto, para que o processo de fato dê resultados, é preciso que os profissionais envolvidos excluam os erros, que podem comprometer o projeto reprodutivo e gerar prejuízos financeiros como, por exemplo:

- Manejo nutricional e condições de vida do animal: esses dois fatores devem estar sob as melhores condições, pois a má alimentação e o estresse podem interferir nas condições ideais para que a TE obtenha êxito.

- Rígido controle sob o ciclo estral dos animais, que se não for devidamente acompanhado também irá comprometer todo o processo.

- Tipo de sêmen que é essencial na TE. Um dos maiores erros é contar com materiais de baixa qualidade. Por isso, é muito importante que o profissional saiba diferenciar os tipos de sêmen, bem como a melhor forma de armazenamento.

Estes são apenas alguns exemplos de questões que devem ser realizadas de maneira altamente profissional, sendo que erros em algumas destas questões podem impedir no bom resultado.

A técnica da TE conta com amplo conhecimento do profissional envolvido, por isso o mesmo não pode deixar de se atualizar constantemente.